Menu
Confira a nova entrevista de Sarah sobre a Foodstirs

O site Parade publicou hoje uma matéria e entrevista com Sarah Michelle Gellar sobre sua empresa de alimentos, a Foodstirs. Confira:

Sarah Michelle Gellar está lutando contra um diferente tipo de monstro atualmente: a fome.

A estrela é co-fundadora da Foodstirs, uma empresa que cria pacotes com misturas de doces para assar e que também pode ser usado por crianças, com olhares voltados à sustentabilidade e ingredientes limpos.

“Nós achamos que toda comida vem do Instacart”, diz Gellar. “Você aperta um botão e entregam na sua casa. Eu gosto de voltar e pensar sobre o que vai naquilo.”

Foodstirs recentemente expandiu sua linha para misturas de bolo de caneca e barra de aveia, disponíveis online e em muitos mercados.

Continue lendo para descobrir por que iniciou a Foodstirs e como seu papel em Buffy ajudou a começar tudo.

Qual é a história por trás do Foodstirs?
Como uma mãe que trabalha, sempre estive procurando por atividades em que poderia inserir meus filhos, nas quais eles criassem memórias e que não envolvessem telas e ir ao cinema. Foi bem nessa fase que as competições de culinária e também os programas de culinária eram populares. Eu abria o Pinterest e procurava por algumas daquelas receitas, e era muito desanimador. Fomos a um supermercado para comprar uma mistura pronta, esperando que fosse mais fácil, e ficamos meio chocados ao descobrir que quando você olha o mercado, o perímetro está tão moderno – é tudo orgânico, natural, sem ser geneticamente modificado e tudo mais. Quando você chega na prateleira central, ainda tem aquelas marcas de quando minha mãe era criança com os mesmos ingredientes. Decidimos que é uma oportunidade muito boa, egoisticamente, porque era algo que queríamos. E então percebemos que não era apenas sobre os pais. A vida é difícil e você quer poder satisfazer, e você quer satisfazer na melhor forma possível.

Por que você acha que é importante que os pais cozinhem com os filhos?
Todas as estatísticas mostram que uma criança que se alimenta bem e tem uma dieta balanceada, se concentra mais na escola e é menos indisciplinada. Cozinhar é matemática e ciência, melhora as habilidades motoras. No entanto, mais do que tudo, são os momentos em que você realmente cria conexões. Quando você chega e sente um cheiro, tipo “isso me lembra de quando era criança e minha avó cozinhou aquilo.” Nós precisamos nos segurar nisso, preservar isso. Além disso, qualquer um diria que uma pessoa exigente com comida, criança ou adulto, tem maior possibilidade de comer algo que eles sabem fazer. E se você quiser olhar de uma perspectiva egoísta, eu sempre acesso o Instagram, que foi basicamente inventado para gatos e comida. Sou alérgica a gatos e não ponho fotos dos meus filhos no Instagram, então tudo que me resta é comida!

Você sempre se interessou por cozinhar?

Eu sempre estive interessada em comer! Amo comida, e comida boa. Minha mãe era uma grande chef, meu marido [o ator Freddie Prinze Jr.] foi para uma escola de culinária, eu cresci em Nova York, então nunca foi algo que precisei pensar sobre. Mas assim que tive filhos eu percebi, ‘oh, não posso escapar’, então mergulhei nisso. Você não precisa ser especialista. Acredito que cozinhar possa ser bem intimidador – não importa seu nível de habilidades, e nós podemos fornecer isso. Se você somente quer fazer os melhores cookies de chocolate e ao mesmo tempo ter algo caseiro e estar orgulhoso de ter feito, nós podemos fazer isso. Você pode ir em nosso site, pegar todas as nossas recitas e pode torná-las mais complicadas ou mais bonitas ou qualquer coisa para aumentar a dificuldade, e à medida em que seu nível de habilidade aumenta, o nível da sua comida aumenta.

Como ter um negócio se compara a atuar?

Não é muito mais difícil. Existem muitas similaridades no senso de marketing. Você faz um filme ou um programa de TV, passa por todos os problemas apenas para conseguir o que fez e muitas pessoas assistem, gostam e repitem. É bem similar: você quer ter seu produto nas prateleiras e quer que seu produto saia das prateleiras, mas a nuance e a responsabilidade são muito diferentes. É definitivamente uma espécie de vida mais desarrumada. Com certeza não é tão glamuroso. Mas tem sido ótimo para eu mostrar aos meus filhos que você pode ser bem-sucedido e ainda assim realizar outros sonhos, e não ter medo de tentar coisas que você talvez não saiba que você é bom. E também apenas ver que é como ter uma ideia e criar um produto tangível, e ir até ao supermercado e vê-lo nas estantes e ser parte daquele processo.

O que você aprendeu desde que o iniciou o negócio?

Eu aprendi muito sobre comida e como tudo é cultivado e preparado. Estamos produzindo o nosso próprio trigo para que possamos rastrear a linha em que está crescendo, para que possamos ter certeza de que ele é pura, de que nunca foi contaminado. Nosso chocolate, nós procuramos diretamente com os agricultores. Fizemos toda a nossa pesquisa, encontramos esse grupo no Peru. Nós continuávamos ligando e ligando para eles, e eles não atendiam nossos telefonemas. Eles não queriam trabalhar com uma pequena empresa dos EUA. Eles finalmente descobriram quem eu era, e soubemos que eles eram grandes fãs de Buffy. Voamos até o Peru, fomos até às fazendas, encontramos com os fazendeiros e pudemos fornecer não apenas o presente financeiro, mas também quando descobrimos coisas como, na selva, é realmente difícil conseguir eletricidade, então eles precisam de lâmpadas solares. Bem, temos muito acesso a grandes lâmpadas solares aqui! O que podemos trazer para essas condições de trabalho? Eu acho que o consumidor moderno realmente se importa com isso quando se trata de sua comida.

Você está trabalhando em outros projetos?

Em última análise, eu vou. Mas administrar uma empresa – quer dizer, achei que ter um recém-nascido era difícil, mas ter uma nova empresa é quase dez vezes mais difícil. Sempre tem alguém com as mãos para fora, pronto para segurar seu bebê, dar uma mamadeira a ele, mas eu aprendi que com uma empresa, se você não está lá todos os dias, nunca vai ser feito do jeito que você quer. Então, agora, este é o meu único foco. Mas é algo no meu radar que estou começando a pensar.

Fonte: Parade

Carolina

Sou fã da Sarah desde 2012, tive um blog sobre ela na mesma época que durou cerca de um ano. Amo o jeito dela, sua família e seus trabalhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *